25 janeiro 2008

Há uma causa espiritual para o diabetes?






Diabetes Mellitus é uma doença sistêmica, caracterizada pela incapacidade do organismo em controlar a glicose (açucar). Um hormônio chamado insulina, produzido no pâncreas é o responsável por metabolizar o açucar, armazenando esse importante nutriente no músculo, na gordura e no fígado. Quando ocorre a destruição auto-imune das células que produzem insulina (células Beta) temos o diabetes tipo 1. No tipo 2 ocorre um misto de produção deficiente com uma dificuldade na ação da insulina, a chamada resistência insulínica, causada principalmente pelo excesso de peso. Sem dúvida alguma a glicose é a nossa principal fonte de energia e qualquer descontrole no seu metabolismo pode levar a consequências severas.
Estima-se que em 2025 teremos mais de 300 milhões de diabéticos no mundo, o que sem dúvida nenhuma se consolidará como o maior problema de saúde pública do planeta.
Pensando sempre sob a ótica médico-espírita, reencarnacionista, como endocrinologista nos sentimos intrigados do porque disso. Sendo Deus um Pai amoroso e extremamente misericordioso, não podemos concordar com a ótica defendida por alguns segmentos que mesmo crendo em vidas sucessivas, atribuem o sofrimento humano a Lei de Talião, olho por olho, dente por dente. Estariam os diabéticos pagando por algum mal que praticaram no passado?
Com certeza todos nós colhemos os frutos que plantamos no passado, quando ainda andávamos completamente distantes do caminho traçado por Cristo. Mas isso não configura um ato de vingança da vida contra nós, nos submetendo a tortura e doenças pré-determinadas. Os atos praticados nas vidas anteriores ficam impressos no nosso psiquismo e consequentemente em nosso corpo sutil, promovendo a tendência a determinadas doenças, atuando nos genes, atraindo o óvulo mais apropriado e também o espermatozóide mais condizente com nossas necessidades.
Quando observamos o diabetes fica claro que não existe uma causa simples, do tipo o fulano deu um tiro no coração do beltrano na vida passada e agora nessa vida veio com um problema na válvula cardíaca. A genética do diabetes é poligênica, ou seja, não existe só um gene responsável pela doença, são vários e cada pessoa tem uma característica diferente da outra, e é porisso que alguns diabéticos não cuidam tanto e vivem quase normalmente e outros apesar dos cuidados intensivos apresentam várias complicações da doença.
Se não há uma causa única, porque quase 10% da população apresenta essa doença séria? O diabetes é hoje a principal causa de doença cardiovascular do mundo!
Entendemos que o sentido é mais corretivo, é na verdade uma grande oportunidade do paciente diabético despertar para necessidades evolutivas, fato que poderia não ocorrer se ele não apresentasse a doença. Raciocine comigo :
- Um adolescente com diabetes é levado desde cedo a ter uma alimentação saudável, não fumar, não ingerir bebida alcoólica e não usar drogas. Tem um conhecimento muito grande do seu corpo e de suas reações e com isso amadurece muito mais cedo. Isso tem de ser entendido como um fator positivo e não como um castigo como alguns pais encaram, por mais dificil e complicado que seja ter um filho com diabetes. Ou Deus está no comando e tudo é para o nosso bem, ou nada tem sentido.
- O diabetes proporciona o treinamento da disciplina. Quem já teve uma baixa na glicose (hipoglicemia) sabe muito bem o que é isso. Há de se ter horários para tudo, para alimentação, para o remédio e para o exercício. Será que os diabéticos já pararam para pensar nisso? Em como um comportamento sem compromisso e sem disciplina pode ter prejudicado outros num passado distante ou recente?
- Humildade! Como uma doença crônica como o diabetes faz com que os pacientes percebam na sua totalidade a pequenez da espécie humana. Na dor, no sofrimento da família, na impotência dos pais em curar o filho, temos uma maravilhosa lição de humildade perante a grandeza da vida, nos montrando que toda soberba é ridícula, que toda sensação de grandeza é ilusória.
- Um dos principais fatores de descompensação da glicose são os problemas emocionais. Tentando não descontrolar o diabetes, o paciente aprende a ser mais tolerante com o próximo e tenta (pelo menos deveria tentar) deixar de se irritar com tudo e aprender a respeitar a diferença, preservando assim a sua saúde.
Passaríamos horas discorrendo sobre todas as possibilidades, mas o texto acima talvez resuma o mais importante em relação a necessidade dos diabéticos. Se você tem diabetes, pense nisso e aproveite a doença para observar quais são as suas dificuldades, o que é mais urgente que você modifique na sua forma de agir, de pensar e de se relacionar com as pessoas. Se você tem tendência a diabetes, tem parentes com a doença e está acima do peso, é sedentário, tem alimentação inadequada e bebe muito, mude enquanto é tempo. Não vá atrás da doença e depois fique falando que Deus castiga. Previna, mude seu comportamento antes da doença se instalar.
Paz e luz!

5 comentários:

Rafael Borin disse...

Muito bom, Sérgio.

Muito particularmente, eu teria ressalvas quanto a detalhes de algumas frases (p. ex.: como interpretar o que é Deus ou Sua interferência).
Mas penso que a reflexão foi muito bem feita e conduzida.
A inversão de lógica sobre a causa do Diabetes (não como uma punição, mas como um instrumento de progresso) foi bastante inteligente.

hebe disse...

maravilhosa abordagem da doença de uma maneira geral.Acho que todo mundo deveria procurar o lado bom de suas deficiencias, nao esquecendo de se cuidar!!
Com certeza, seríamos mais "lights" e melhores.
Hebe janotti Nogueira

Dani disse...

Descubri que era diabética aos 19 anos. No início fiquei revoltada, sem intender o motivo de ter essa doença. Porém depois de muito refletir cheguei à conclusão que você expos no texto. Não é castigo, é um meio de melhora para um espírito com falhas, que tem no tratamento caminhos para adquirir conhecimento de se próprio e caminhar em direção a evolução.

Marli disse...

Eu descobri semana passada que sou diabética, depois de vários sintomas conflitantes mas, como espírita que sou estou encarando um presente de Deus para me ajudar a evoluir, a me disciplinar. Sei que será uma jornada difícil, mas pra vencer qualquer prova precisa-se empenhar muito.
Marli

Anônimo disse...

Um importante fator que transcende a esfera espiritual e deve ser levado em consideração é a ganância da industria de"alimentos" processados e antinaturais assim como da indústria farmacêutica com seu imenso faturamento as custas das nossas doenças! Uma alimentação verdadeiramente natural e atividades físicas adequadas dão conta de eliminar a maioria das patologias, claro que sem esquecer de jogar no lixo televisores, celulares e tablets, computadores, com aplicativos que dispersam nossa atenção das coisas realmente úteis e importantes nessa vida, em suma, desligar-mo-nos de toda a mediocridade! Segue site sobre alimentação de verdade: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/07/low-carb-e-diabetes.html